Peso aproximado:
  • Tamanho 1: 2520 g
  • Tamanho 2: 2590 g
    Atende: ABNT NBR 15.836/2010 ABNT e a NBR 15.835/2010 e possui Certificação INMETRO em atendimento a NR6
    O Cinto Torino Light DE Possui CA No 34.329. Apenas os cinturões possuem CA e no documento emitido pelo MTE pode ser vista a relação de Trava quedas e Talabartes utilizados juntamente com o cinturão. Essa determinação foi encaminhada pelo MTE quando da publicação da alteração da NR6 em dezembro de 2011 através da Portaria No 292, quando definiu-se que:
  • Apenas os cinturões possuem CA e no documento emitido pelo MTE pode ser vista a relação de Trava quedas e Talabartes utilizados juntamente com o cinturão. Essa determinação foi encaminhada pelo MTE quando da publicação da alteração da NR6 em dez de 2011 através da Portaria No 292, quando definiu-se que:
  • Anexo I
  • Item I – EPI PARA PROTEÇÃO CONTAR QUEDAS COM DIFERENÇA DE NÍVEL
  • I.1 CINTURÃO DE SEGURANÇA COM Dispositivo Trava queda
  • I.2 CINTURÃO DE SEGURANÇA COM TALABARTE (COM TALABARTE PARA PROTEÇÃO CONTRA QUEDA E COM TALABARTE PARA POSICIONAMENTO)
  • Os trava quedas e talabartes possuem Certificação INMETRO e são “citados” nos CA dos cinturões com os quais serão utilizados.
  • Fitas: confeccionadas em poliéster de alta tenacidade
  • Acolchoado: Thermo Form® na cintura, espaldar e perneiras, proporciona conforto e ventilação, evitando o acúmulo de umidade. Tecido Air Mesh – confeccionado em fibra sintética de alta resistência à tração e atrito – proporciona ventilação e toque macio.
  • Fivelas: conjunto de fivelas duplas confeccionadas em aço estampado.
  • Anéis metálicos: confeccionadas em aço estampado. Carga de ruptura: 22 kN.
  • Anéis Porta materiais: material plástico – Carga máxima: 2 kg cada. Estes dois anéis permitem a conexão do Porta ferramentas Ultrasafe cód. USS0013000
  • Disjuntor para Balde: fita de poliéster de alta tenacidade, possui conexão com giratório de material plástico para engate no cinturão de segurança, âncora de polietileno de alta densidade (PEAD) para conexão de corda auxiliar e fivela plástica.
  • Todas as matérias primas utilizadas não contém substâncias conhecidas ou suspeitas de provocar danos ao usuário.
  • Os anéis de posicionamento laterais são pivotantes (180o), podendo ser posicionados para frente (para facilitar a conexão de talabartes) ou para trás (para facilitar acesso a espaço confinado).
  • As fivelas são duplas e bloqueadoras com sistema de regulagem rápida (Fast Fit) – a fita não retorna após o ajuste e (Fast Conect) – com sistema de engate e regulagem rápidos com total abertura das fivelas.
  • Todos os componentes metálicos possuem proteção dielétrica (Argolas: 32 kVA – Fivelas: 7 kVA) e um novo tratamento de superfície contra corrosão (até de 2000 horas de proteção).
    Para trabalhos em altura que requeiram restrição e retenção de quedas, resgate e permanência em suspensão, especialmente quando realizados em ambientes energizados ou dielétricos.
  • Ele foi desenhado para atender os procedimentos executados por trabalhadores em Acesso por Cordas, facilitando a conexão do ACCESS (ascensor peitoral), através de um dispositivo de conexão já instalado no cinturão. Outros diferenciais são:
  • o posicionamento das fivelas de ajuste do peitoral que estão direcionadas para baixo, facilitando a regulagem durante trabalhos em suspensão.
  • a facilidade e vestir e remover o cinturão, afrouxando a fivela de ajuste do peitoral para liberar o movimento do usuário.
    Utilize o Sistema de fixação de Ascensor Peitoral: a fixação da parte inferior do ascensor deverá ser feita através de malha rápida tipo Delta de 8 mm. A parte superior deve ser fixada através da fita com fivela costurada no cinto. Consulte o manual do produto e o vídeo sobre “Instalação e modo de utilização” deste produto.
  • Este produto deve respeitar as seguintes situações:
  • Temperatura: deve ser utilizado entre -40oC e +80oC;
  • Cortes e abrasão: evite atritos em superfícies abrasivas e arestas cortantes durante o uso;
  • Produtos químicos: todos os produtos químicos, materiais corrosivos e solventes podem ser perigosos. Em caso de dúvida consulte ao nosso Depto. Técnico.
  • Exposição a raios UV: recomenda-se não deixar o equipamento exposto aos mesmos além do tempo necessário para o trabalho;
  • Queda e impactos importantes: descarte. Não utilize o cinto após uma queda ou impacto importante. Mesmo que não existam sinais visíveis, uma deformação pode restringir sua operação, ou é possível que um desgaste interno tenha ocorrido, portanto deduzindo sua resistência.
  • Escolha o tamanho adequado para seu tipo físico: o cinturão não poderá muito apertado ou com muita sobra de fita.
  • Leia atentamente as instruções de uso constantes no manual do cinturão, no texto “Dicas para regulagem do Cinto” e assista ao vídeo, ambos publicados na página do produto, seguindo as recomendações sobre modo de vestir e ajustes corretos.
  • Utilize corretamente os pontos de ancoragem.
  • Utilize o ponto ventral APENAS para restrição, posicionamento ou descida. NUNCA para retenção contra queda!
  • Consulte no manual quais são os equipamentos compatíveis com seu cinturão.
    A utilização do Torino Light DE deve estar restrita a proteção contra queda em altura e/ou movimentação vertical ou horizontal em trabalho em altura, especialmente em ambientes dielétricos. Utilize sempre talabartes e trava quedas compatíveis.
  • Lembre sempre: o talabarte ou trava queda usado com o cinturão Torino Light DE, deve estar posicionado o mais alto possível em relação ao ponto de conexão no cinto.
  • Leve em conto o comprimento do talabarte ou trava queda e a altura do ponto onde este estará ancorado. Alturas inferiores estão totalmente descartadas.
  • Observe a recomendação de Zona Livre de Queda (ZLQ) que é informada nesses dispositivos. Veja as informações no Manual do produto.
  • É imprescindível que o usuário fique atento ao espaço livre mínimo necessário pó debaixo dos pés, com o objetivo de evitar o choque contra a estrutura ou o solo em caso de queda.
    A ZLQ deverá ser calculada somando-se a Distância existente entre o ponto de ancoragem na estrutura e o ponto de conexão ao cinturão. No caso do trava queda considera-se o deslocamento do dispositivo na linha de vida (L1) + Altura aproximada do ponto de ancoragem ao cinturão e o pé do usuário (1,5m)+ Altura de segurança entre o pé do usuário e o solo ou estrutura (1m). A ZLQ destes equipamentos está informada nas respectivas especificações técnicas.
    Toda e qualquer modificação, alteração ou reparo sem anuência do fabricante são proibidas, implicando no cancelamento da Garantia e isenção de responsabilidade da Empresa sobre o produto. Não altere o equipamento, não marque com canetas, não fure ou corte partes, não utilize colas ou qualquer outro produto químico: você pode degradar a matéria prima causando riscos graves de acidente. Na dúvida, sempre consulte o fabricante.
  • Sim, você deve inspecioná-lo. Para maior segurança e controle de seu equipamento, assista aos vídeos de Inspeção disponíveis em nosso site e utilize o modelo de Ficha de Inspeção também disponível no site para leitura e download.
  • Recomenda-se que as inspeções sejam feitas PRIODICAMENTE.
    Caso exista uma queda não presenciada ou não registrada, o inspetor poderá saber através do Indicador de Queda costurado no cinturão. Se a etiqueta estiver aparente, costuras rompidas e a recomendação de “NÃO utilização” do equipamento ficara visível. Neste caso o equipamento deverá ser descartado.
    O tempo de vida útil, sem uso, é de 7 anos a partir da data de fabricação para equipamentos e componentes metálicos. A vida útil é o termo que expressa o período no qual o produto mantém as suas características físicas e mecânicas sem considerar nenhum tipo de desgaste ou uso. Um desgaste severo ou queda pode limitar a vida útil a uma única utilização.
    Este produto segue a Política de Garantia que acompanha ao mesmo. Em caso de dúvida ou perda do tag de Garantia, entre em contato através de nosso site. Caso queira acionar a garantia contra defeitos de fabricação ou manutenção do seu equipamento, entre em contato com sac@ultrasafe.com.br
  • Tamanho 1: USC4006DE01
  • Tamanho 2: USC4006DE02
    Sim, porque as fivelas Fast Conect não precisam ser abertas: basta folgar as fitas das perneiras na hora de remover o cinto e ajustar as mesmas na hora de vestir o cinto novamente.
    Sim, porque esta linha utiliza o sistema de cintura flutuante que facilita a acomodação do cinturão no ponto de trabalho, proporcionando maior conforto para o trabalhador.
    Esses sinalizadores indicam que as fivelas Fast Conect estão corretamente engatadas, sem risco de que abram durante seu uso.
    O nome desse dispositivo é “Disjuntor para Balde”, ele serve para ancorar uma corda auxiliar para transporte de Balde para trabalhos em altura (torres e escadas). No caso de abalroamento por carro, pessoa, etc., a fivela do dispositivo funciona como um “disjuntor”: ela abre quando submetida a um impacto de 6 kg até 9 kg, evitando assim a queda eventual do trabalhador. Depois de sofrido o impacto, a fivela pode ser novamente conectando e o sistema volta a funcionar normalmente.